História do brevê, dos aeroclubes e as frotas




Santos Dumont
Santos Dumont foi sócio-fundador
do Aeroclube do Brasil

Os aeroclubes são escolas práticas de pilotagem. Têm sócios, corpo de instrutores e alugam suas aeronaves para o treinamento de pilotos.Surgiram com os primeiro aviões, no início do século 20. O primeiro aeroclube brasileiro e que ainda está em funcionamento é o Aeroclube do Brasil, que fica no Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, e foi fundado em outubro de 1911. O mais notável sobre este aeroclube é que ele teve, em sua primeira diretoria como presidente, o sócio-fundador Alberto Santos Dumont, um dos pioneiros a construir e voar um avião, em 1906, na França.

O Aeroclube do Brasil começou as atividades onde hoje é o Campo dos Afonsos, um aeródromo militar e museu histórico da aviação brasileira, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Recursos públicos financiaram a compra dos primeiros aviões deste aeroclube. Os aviões foram logo em seguida à fundação cedidos ao Exército para servirem pela primeira vez como instrumento de observação aérea na Guerra do Contestado, em Santa Catarina, entre 1912 e 1916.

Nesta época, o Aeroclube do Brasil tinha uma função normativa muito grande. Até a fundação do Departamento de Aviação Civil, em 1931, era o Aeroclube do Brasil que expedia as licenças dos pilotos brasileiros. O brevê número 1 no país foi concedido ao piloto Raul Vieira de Mello, primeiro-tenente do Exército, em 21 de agosto de 1919.

Em 1931, quando já existiam várias escolas de pilotagem no Brasil e a aviação comercial já era uma realidade, foi criado pelo governo Getúlio Vargas, o Departamento de Aeronáutica Civil no Ministério de Viação e Obras Públicas, que viria a se chamar DAC anos depois. Este órgão passou a controlar e regulamentar as atividades aéreas civis até 2005, quando foi substituído pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Do tempo de fundação do DAC são aeroclubes até hoje famosos e que formam mão-de-obra muito bem qualificada para a aviação brasileira, como oAeroclube de São Paulo (1931) e o Aeroclube do Rio Grande do Sul, de maio de 1933.

Na década de 1940, o Ministro da Aeronáutica, o civil Salgado Filho, teve a idéia de criar a Campanha Nacional de Aviação. Aproveitou os excedentes de aeronaves que restaram da Segunda Guerra e chegavam ao país muito baratos. Com apoio do jornalista e magnata das comunicações Assis Chateubriant, que levantava fundos para a iniciativa, a Campanha Nacional de Aviação decolou e espalhou quase 300 aeroclubes pelo Brasil.

Já na primeira década do século 21, quando o preço do petróleo chegou a mais de US$ 100 dólares o barril, o alarme para os aeroclubes brasileiros soou. Ficou extremamente caro se brevetar. A Anac lançou um programa de bolsas de estudos que financia o brevê para candidatos a piloto que tenham um perfil específico. A agência reguladora e algumas companhias aéreas temem que a expansão da aviação comercial brasileira possa ser atrapalhada pela falta de pessoal bem-qualificado dentro de 4 a 5 anos. 






Frota brasileira de aviões e helicópteros

Há 40 anos, em 1968, chegava ao Brasil o primeiro jato executivo de matrícula nacional, o Learjet 24 de matrícula PT-CXJ, trazido pela Líder, uma empresa de aviação executiva de Belo Horizonte. Hoje, quatro décadas depois, o Brasil tem uma frota de aproximadamente 350 jatos executivos, que o coloca entre os três maiores mercados mundiais, depois apenas dos Estados Unidos e do México.

A frota brasileira de aeronaves tem números superlativos. A frota total de aviões e helicópteros brasileiros somados era de 11.316 aeronaves em janeiro de 2008, segundo dados da Anac. Eram10.227 aviões e 1.089 helicópteros. A frota brasileira de helicópteros é a quinta maior do mundo. Destaque para a cidade de São Paulo, que tem quase 500 helicópteros. É a terceira metrópole que mais tem este tipo de aeronaves, depois de Nova York e Londres. O trânsito totalmente congestionado e as preocupações com segurança empurram o crescimento desta frota. 

A frota brasileira de aviões agrícolas também é grande e soma quase 1200 aeronaves. Os aviões agrícolas são usados em pulverização aérea de culturas como o algodão, milho e soja


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Rastreamento da estação espacial